AMAVI - Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí

Prefeitos do Alto Vale apresentam reivindicações ao Secretário de Estado da Infraestrutura

sexta, 17 de junho de 2011

Durante a assembleia ordinária da AMAVI, realizada hoje, (17), o presidente da associação, prefeito Osni Francisco de Fragas, entregou um documento ao Secretário de Estado da Infraestrutura, Valdir Cobalchini, contendo as principais reivindicações regionais, entre elas a implantação de trevos, passarelas e vias secundárias ao longo da BR-470, viabilização do transporte aéreo para aeronaves comerciais no aeroporto em Lontras, solução urgente para a BR-470 e implantação dos rodoanéis nas cidades de: Ituporanga, Rio do Sul, Pouso Redondo, Taió, Ibirama, Presidente Getúlio, Agrolândia, Trombudo Central e Lontras entre outras.

Após ouvir os principais pleitos dos prefeitos, o secretário Cobalchini fez uma explanação sobre questões que envolvem a infraestrutura em Santa Catarina, o planejamento do Governo do Estado para os próximos anos no setor, a duplicação da BR-470, projeto de ferrovias e outros.

Sobre a BR-470, o secretário afirmou que está discutindo e buscando alternativas frequentemente junto ao DNIT e o Governo Federal. “Tenho estado com muita frequência no DNIT, estamos acompanhando a execução dos projetos de duplicação a partir de Indaial até a BR-101 que é o projeto inicial, e também os projetos das travessias urbanas, em caso especial a travessia de Rio do Sul, pois sabemos da importância para a região e para Santa Catarina”.

O secretário destacou ainda que desde o primeiro dia de trabalho, a duplicação e melhorias da BR-470 têm sido a pauta principal. “Tivemos na semana passada a reconfirmação da presidente Dilma sobre a duplicação da BR-470, na próxima semana estarei junto com o governador em outra audiência em Brasília para tratar do assunto e estamos defendendo a duplicação não apenas até Indaial, mas sim até a BR- 116”.

O presidente da AMAVI, Osni Francisco de Fragas, pediu ao secretário que avalie todos as solicitações apresentadas para em conjunto poder definir as prioridades. “Sabemos que são muitos os pedidos, mas nosso objetivo é trabalhar em parceria com o Estado, com o Governo Federal para construirmos soluções para nossos municípios e para o Alto Vale, queremos o desenvolvimento de nossa região em todos os setores e para isso é fundamental termos infraestrutura adequada”.

Outro assunto amplamente debatido pelos prefeitos nas últimas reuniões e que teve um desfecho na assembleia de hoje, foi a proposta apresentada pela FUSAVI para firmar um convênio entre o HRAV e municípios, visando auxiliar financeiramente o pronto-socorro do hospital. A proposta da FUSAVI era para os municípios paragem cerca de R$ 12 por atendimento no pronto socorro, porém diante da atual situação financeira do hospital e considerando ser um valor baixo, os prefeitos aprovaram o pagamento de R$ 20 por paciente atendido no pronto-socorro. Sobre as questões jurídicas deste convênio, o secretário executivo, Agostinho Senem, destacou que a AMAVI consultou o Tribunal de Contas, o qual emitiu parecer destacando a legalidade do convênio.

Mais notícias

Consórcios


Acesso Rápido

Próximos aniversários