AMAVI - Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí

Prefeitos querem apoio do governo federal na liberação de recursos já empenhados

Reunião do Conselho Político da FECAM teve a participação da Secretaria Nacional de Assuntos Institucionais e Caixa Econômica

quinta, 14 de abril de 2011

Os prefeitos do Conselho Político da Federação Catarinense de Municípios – FECAM aprovaram nesta sexta-feira uma moção a presidente da República, Dilma Rousseff, que solicita a liberação de recursos aos municípios, já empenhados pelo governo federal nos anos de 2007, 2008 e 2009, mas que ainda não estão nas contas das prefeituras. A reivindicação foi encaminhada ao secretário executivo, Cláudio Vignatti e ao subchefe da Subchefia de Assuntos Parlamentares, Luiz Azevedo, ambos do Ministério das Relações Institucionais da Presidência República, que participaram da reunião. O encontro aconteceu no pavilhão da Festa Nacional da Cebola, em Ituporanga.

O presidente da FECAM, Antônio Coelho Lopes Jr, prefeito de Capão Alto explicou aos representantes do governo federal a importância da liberação dos recursos para que os prefeitos possam comprar às máquinas agrícolas, por exemplo, e dar continuidade as obras no município.

“Esta é uma reivindicação nacional, que estará na pauta da Marcha Nacional de Prefeitos, que acontece no próximo mês em Brasília. Os prefeitos fizeram o planejamento do município com o recurso e vamos batalhar para que o repasse seja concluído pelo governo federal. Precisamos também do apoio da Caixa Econômica para agilizar as questões técnicas para que os recursos sejam creditados o mais rápido possível nas contas das prefeituras. Além disso, reivindicamos que os convênios no valor de R$500 mil sejam pagos em uma única parcela”, disse o presidente.

O representante do governo federal, Cláudio Vignatti, comprometeu-se a atender a solicitação da FECAM. Segundo Vignatti, a expectativa é que o governo libere ainda neste mês os recursos empenhados nos ministérios da Agricultura e Cidades. Em maio,o governo deeve liberar os recursos empenhadosparaexecução deobras.

“Vamos fortalecer a relação dos prefeitos com o governo federal. Estes encontros com os prefeitos são importantes para afinar o trabalho e atender às demandas dos prefeitos. Além disso, a FECAM precisa orientar aos prefeitos para que façam o cadastro na sistematização dos recursos do PAC. Há recursos também para a saúde. O governo federal vai investir nas Unidades de Pronto Atendimento – UPA”, disse Vignatti.

O subchefe da Subchefia de Assuntos Parlamentares, Luiz Azevedo, também solicitou aos prefeitos que encaminhem relatórios ao ministério sobre a situação dos convênios para agilizar a transferência.

Arrecadação do ICMS

A FECAM e as associações de municípios aprovaram a criação de um grupo técnico, que fará estudos para alterar a Lei Complementar 63/90, que estabelece os critérios de retorno do ICMS aos municípios, chamado de Imposto de Valor Agregado - IVA.


O mesmo grupo também acompanhará a apuração do movimento econômico junto a Secretaria de Estado da Fazenda. A ação visa evitar que os municípios continuem sendo prejudicados no repasse de recursos em relação a outros estados. Além de corrigir a guerra fiscal entre estados e municípios.

Os estudos serão encaminhados a Confederação Nacional de Municípios – CNM para que a entidadefaça a interlocução junto ao Congresso Nacional.

O encontro reuniu os prefeitos, presidentes das associações de municípios que integram o Conselho Político da FECAM, que são responsáveis pelas decisões do movimento municipalista.

Fonte: Assessoria de Imprensa/FECAM

Mais notícias

Consórcios


Acesso Rápido

Próximos aniversários